Notícia:Família das vítimas do voo 1907 da Gol querem licenca de piltos cassadas

Representantes de famíliares do voo da Gol 1907, que caiu em 2006, pediram nesta terça-feira(23) em reunião com o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, representantes do Itamaraty e da Advocacia-Geral da União(AGU), a cassação da licença dos pilotos norte-americanos Joseph Lepore e Jean Paul Paladino que conduziam o Legacy que se chocou com o Boeing.

Homenagem as vítimas do voo 1907,foto:Rafaela Salomon Comunicação

Homenagem as vítimas do voo 1907,foto:Rafaela Salomon Comunicação

O acidente aconteceu dia 29 de setembro de 2006 na região Amazônica, na tragédia morreram 154 pessoas. A decisão do Tribunal Regional Federal da Primeira  Região(TRF-1) de outubro de 2012, determinou três anos e um Mês de prisão, cumpridos em regime aberto, os pilotos recorrem em liberdade. Não foi possível  determinar a cassação das licenças porque foram emitidas nos Estados Unidos.

Ilustração do acidente entre o Boeing e o Legacy,foto:divulgação

Ilustração do acidente entre o Boeing e o Legacy,foto:divulgação

As multas aplicadas para os dois pilotos somam o valor de R$ 10 mil, a decisão foi tomada em segunda instância e encerrou a possibilidade de recursos na esfera administrativa. Nos autos foram detectados que o equipamento TCAS(sistema anticolisão de tráfego) e o transponder do jato Legacy estavam desligados no momento  do acidente. As multas se somam a outras já aplicadas: uma de R$ 3,5 mil para o piloto Joseph Lepore e outra de R$ 7 mil para a empresa Excel Air Services Inc., responsável pela aeronave. As duas primeiras multas já foram pagas, a Anac encaminhou no ano passado á FAA ofício comunicando todas as sanções administrativas aplicadas.

A defesa das Vítimas entraram com recurso contra a condenação dos pilotos e neste momento está no Superior Tribunal de Justiça aguardando quem será o ministro relator.
Os pilotos americanos não cumprem qualquer pena pois aguardam decisão definitiva a Justiça brasileira, a pena só será cumprida no país de origem do condenado quando
 o processo não admite mais recursos, esse acordo foi firmado entre o Brasil e os EUA. Depois do acidente houve uma crise com uma paralisação parcial dos controladores de voo, havendo atrasos nos aeroportos, depois da crise mudanças foram feitas e melhorou a segurança dos voos dentro do território brasileiro.

Por Walter Ferreira

Publicado em julho 24, 2013, em Notícias e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: